PERFORMANCE / INSTALAÇÃO / AR LIVRE
Mutirão
 
destaque
© Catherine Boutaud (pormenor)VER IMAGEM
SÁB 3, 10, 17, 24 JUNHO, 1 JULHO
Jardim Norte
16h · Duração: 1h
3,50€ (preço único)
Lotação: 50 participantes
Para todos os públicos
Ponto de encontro: bilheteira

No dia 1 de julho a entrada
é livre.
Informações e reservas
Bilheteira Culturgest
21 790 51 55
culturgest.bilheteira@cgd.pt
Ticketline
Reservas e informações:
1820 (24 horas)
Pontos de venda: Agências Abreu, Galeria Comercial Campo Pequeno, Casino Lisboa, C.C. Dolce Vita, El Corte Inglés, Fnac, Megarede, Worten e www.ticketline.sapo.pt
Tripadvisor
Mais opiniões sobre Culturgest.
Uma criação Lagoa coletivo em coprodução com a Culturgest.

apoio

apoio

apoio

apoio

apoio
Direção de projeto Mariana Lemos Criação Mariana Lemos, Sara Jaleco Assistência de encenação Ainhoa Vidal Performance Márcia Lança, Mariana Lemos, Sara Jaleco Direção de construção e criação Etienne Gentil Projeto arquitetónico e criação Eleonore Labattut, Simon Deprez Produção Flávia Diab, Lysandra Domingues Captação de recursos, apoio à produção e assessoria de imprensa Bernardo Marques Arte gráfica Catherine Boutaud Apoios Fundação GDA Agradecimentos Catarina Pinto, c.e.m – centro em movimento, Edgar Raposo e Groovie Records, Joana Pupo, Sophie Barbara

Mutirão é uma mobilização artística, coletiva e colaborativa para a criação de um espetáculo para todas as idades. Um acontecimento aberto que se desenrola num jardim, à medida que construímos e desmanchamos uma casa-cena, com os restos e resíduos da própria instituição que nos acolhe: madeira, tubos de papel, telões de antigas exposições, tintas, tecidos. É uma ação-reflexão artística que põe as mãos na massa: pensar e trabalhar uma relação interdisciplinar entre a dança e a arquitetura. Neste trabalho as bailarinas também constroem a casa e os construtores também estão em cena, desafiando-nos a sair de lugares comuns. O público é convidado a fazer parte deste movimento, entrando por dentro do momento da criação. Mutirão abre literalmente portas, janelas, túneis, em pontos sensíveis da realidade contemporânea ambiental, habitacional e populacional. É uma forma em movimento, de sentir e pensar em comunidade. Assim, propomos a invenção de uma estética que aparece no decorrer do processo, valorizando os caminhos que traçam, moldam, entrelaçam e erguem, desde a raiz e passo a passo, mão a mão, corpo a corpo, uma ética do viver, do (re)construir e do crescer juntos. Com este envolvimento artístico, coletivo e afetivo, trazemos à tona a urgência de construir em conjunto: com o que se tem, com o que se pode, com quem está. É a primeira criação colaborativa do coletivo Lagoa, uma rede de artistas e criadores que surge em Lisboa desde 2014, estabelecendo ligações entre áreas artísticas e lugares no mundo como Brasil, França e Alemanha.

Mariana Lemos

Mutirão is a collaborative artistic gathering designed to create a show for people of all ages, an open event taking place in a garden, as we build and dismantle a house-stage, recycling the waste products of the host institution. It is a hands-on artistic action-reflection, based on an interdisciplinary relationship between dance and architecture. The dancers also build the house and the audience are challenged to join in the work of this first collaborative creation of the Lagoa collective, inventing an aesthetics through their affective involvement in this communal building process.
© 2017 Culturgest